Aller à la page d'accueil. | Aller au contenu. | Aller à la navigation |

 
 
Acções do Documento

INFORMAÇÕES DA NOSSA FAMILIA – F.M.N.S.

14 março 2016

 Paris: Casa Geral Nossa Senhora da Esperança

 

O Ano da vida consagrada foi ocasião de numerosos encontros.
Do 1º ao 3 de maio de 2015,teve lugar o encontro nacional de religiosos e religiosas de menos de 45 anos, em Antony e em Paris. Ficaram hospedados na nossa Casa 18 religiosas e dois religiosos, vindos de diferentes comunidades de França. Tivemos ocasião de passar um sarau bem animado e muito fraterno com eles. Estavam representadas várias nacionalidades: Egípcios, Sírios, Polacos, Malgaches, Camaroneses, Ugandeses, Quenienses. Juntos trocamos impressões, demos a conhecer-nos, cantamos, dançamos e rezamos Completas para terminar este momento de encontro fraterno.
Na manhã seguinte, domingo 3 de maio, a Eucaristia foi celebrada na Catedral de Notre Dame de Paris e presidida pelo Cardial José Carvallo. Todos os jovens religiosos e religiosas se reuniram para o encerramento deste encontro.
Terça feira 16 de junho
Florence, professora de uma classe da primária, bem conhecida da fraternidade, deu o concerto anual na nossa Capela. As crianças estavam muito bem preparadas, e houve um último ensaio no próprio local. Os pais e amigos vêm sempre em grande número para escutar os seus filhos. Este ano, a coleta feita foi em favor da missão de Timor: as nossas irmãs dirigem um jardim infantil, dando o almoço às crianças. Para conservar a reserva de alimentos precisavam de um congelador grande. Foi para este fim que a coleta foi utilizada.
A 17 de setembro, no convento dos Franciscanos, rue Marie-Rose, o Frei Luc Mathieu, que muitas vezes orientou os nossos encontros de Congregação, festejou 70 anos de profissão religiosa, o Frei Michel Laloux, Provincial, festejou 25 anos de ordenação sacerdotal e o Frei Nicolas Morin festejou 25 anos de Profissão religiosa. Algumas de nós participaram na Eucaristia neste dia da festa dos Estigmas de São Francisco. Seguiu-se um “porto de honra” durante o qual saudamos alguns membros da família franciscana.
Sábado, 10 e, domingo, 11 de outubro, realizaram-se as ‘jornadas de amizade’ nas instalações da Casa Internacional de Acolhimento S. Francisco de Assis.
A venda anual de objetos vindos das nossas missões ou provenientes de ofertas, reverteu em favor das duas comunidades inter-congregacionais que abriram em Sicília, para responderàs necessidades dos refugiados. A Irmã Ayelech Shamebo (da Etiópia), actualmente em Sicilia, faz parte de uma destas comunidades.
Sexta feira 27 de Novembro
O Padre Dominique, indiano, bem conhecido de muitas Irmãs da Congregação e que nos celebrou regularmente a Eucaristia durante vários anos, defendeu a sua tese no Instituto Católico de Paris, no dia 27 de Novembro, sobre o tema:
“A Unicidade do Episcopado e a Unidade da Igreja. A Teologia do Episcopado de uma Igreja sui iuris católica oriental. “O júri era formado por 4 professores que o interrogaram e felicitaram pelo seu trabalho.
A17 de dezembro, o Padre Dominique deixou a França e regressou ao seu país, India.
Damos graças pelo seu testemunho de vida e rezamos pela Igreja na India e pela sua próxima missão.

 

Djibouti – Casa de Nossa Senhora da Natividade


Todos os anos, durante o mês de fevereiro, a diocese de Djibouti organiza um Dia das Escolas Católicas (DEC) para que todos os professores (cristãos ou não cristãos) que trabalham nas suas escolas, possam trocar impressões, partilhar ou, simplesmente, estar juntos. Neste ano, este encontro realizou-se na escola da Natividade e na nossa casa, a Fraternidade, pois cada irmã participa direta ou indiretamente no bom andamento desta escola. A irmã Marguerite-Marie Leblon pôde pois, viver connosco este encontro fraterno, durante a sua visita.
Quanto ao Berçário Santa Teresa, desde a partida dos dois últimos bébés, a nossa irmã Prazeres dá uma ajuda à CARITAS. Entretanto, fica o nosso querido Abdirahman, um «bébé» de 14 anos. Como ele está, e ficará sempre connosco, foi batizado em fins de Junho. Agora chama-se José. Ao vê-lo todos os dias, pensamos em todos os bebés que passaram pelo berçário e esperamos que sejam felizes por terem uma família. Com ele, o berçário continua a existir…


19 de novembro 2015 – Dia da Criança Solidária: eis alguns ecos escritos pelos alunos: « De acordo com a Equipa de Pastoral, foi combinado que nesta ocasião todas as classes do colégio e da primária participassem, à sua maneira, propondo uma atividade dedicada a este dia (desenhos, cartazes, cânticos, poemas escritos e orações). Assim, a escola associa-se ao desejo do Bispo, para que na Natividade, como em todas as escolas católicas de Djibouti, sejam desenvolvidos não apenas os direitos das crianças, mas também os seus deveres, no sentido de solidariedade e de partilha. As crianças devem, pois, ser estimuladas a concretizara sua solidariedade, fazendo acompanhar o trabalho pessoal com um pequeno donativo em favor das crianças pobres.»
Este dia foi, no dizer dos alunos e professores, um grande sucesso. Foi, pois, com a cabeça cheia de lindas orações e poemas que cada um regressou a casa sonhando já, assim o esperamos, fazer ainda melhor no próximo ano.
Desde que o berçário fechou, abrimos uma outra porta para ajudar os mais desfavorecidos, graças à ajuda da nossa Irmã Prazeres. Ela ajuda o diretor da CARITAS a atender às necessidades e à educação das crianças da rua. Desde algum tempo, surgiu o projeto de costura para as meninas. O material indispensável (máquinas de costura), já chegou. Para que tudo decorra em boas condições, é necessário um mínimo de segurança, não apenas para o pessoal do quadro, mas também para as meninas que vão aprender o « abc » da costura. Por isso, após séria reflexão, decidimos que esse trabalho será feito num dos nossos edifícios que dão para o pátio do convento da Natividade.
Somos cinco e todas nos sentimos comprometidas na missão que nos foi confiada, quer seja na escola ou noutra atividade, ou simplesmente… sendo uma presença e rezando por aqueles que estão no terreno,em nome da fraternidade.
 

França – Região de Nossa Senhora da Aliança


Sentimo-nos felizes por partilhar convosco os tempos fortes vividos desde o anopassado.
- Para ajudar, cada Irmã, a aprofundar as novas Constituições, formamos quatro equipas que reagrupam duas ou três fraternidades, geograficamente próximas, que se encontram três vezes por ano.Todas apreciam refletir em conjunto e encorajam-se mutuamente, tendo como grelha de trabalho os textos das Irmãs Olga, Edinha, Gravelina e Serafina, a quem muito agradecemos. Este aprofundamento permite-nos apreender melhor os textos e compreender que as nossas Constituições fazem de nós uma mesma Família.
- Duas sessões regionais reuniram cerca de quarenta Irmãs, para reflexão sobre a Carta pontifícia para a abertura do ano da vida consagrada e a Encíclica « Laudato Si ».
A terceira sessão, em Junho de 2016, será consagrada ao Ano da Misericórdia. Que riqueza de orientações para a nossa vida!...
- Um grupo de 26 Irmãs participou num «Regresso às fontes», quer dizer, numa peregrinação aos lugares das primeiras comunidades que formaram a nossa Congregação em 1854. Começamos pela Catedral de Arras, onde repousa Monsenhor Parisis; depois, em direção a Calais onde, na oração e ação de graças, renovamos os votos junto do túmulo de Mère Louise e do Padre Duchenne. Depois de termos ido à rua Eustache de St Pierre, local da Casa Mãe, visitamos a Igreja de Nossa Senhora, que fica muito perto e que as nossas primeiras Irmãs deviam conhecer bem. Terminamos a primeira etapa da peregrinação em Montreuil sur Mer onde as ‘irmãs negras’ se estabeleceram em 1457. A capela das irmãs está fechada, mas uma placa comemorativa relata a vida das Franciscanas, neste local. Depois destes momentos tão ricos e fraternos, pensamos realizar a próxima etapa na Primavera de 2016.
- Perante o drama dos refugiados, várias Congregações de Arras comprometem-se, de acordo com o Socorro Católico de Calais, a ajudar no acolhimento a estes migrantes: noites, refeições, aprendizagem do francês, acompanhamento nas diligências a fazer, etc. Cada uma segundo as suas possibilidades.
- Sentimo-nos felizes por ter entre nós seis nossas Irmãs de Madagáscar: Nordette, Emilienne, Clémentine, Emma, Marie-Claire e Annie, que se juntam de vez em quando para formação humana/espiritual e enriquecer-se mais no seguimento de Jesus Cristo na nossa família internacional. Boas ocasiões para poderem também ver-se umas às outras!
- A antiga Casa Provincial de St Pol sur Ternoise tem agora uma nova e boa orientação. Uma associação cristã: « Casa Água viva do Ternois », acolhe lá pessoas psicologicamente frágeis as quais não podem viver sós. A Capela continuará a ser o centro da Casa, e a Congregação, assim como a Paróquia, poderão utilizá-la ocasionalmente.
- A antiga fraternidade de Lens foi ocupada por uma Associação a fim de responder às necessidades urgentes do nosso mundo. Acolhe pessoas carentes que vivem na « periferia » da nossa sociedade: sem teto, sem trabalho, sem formação. Uma equipa, formada para o efeito, ajuda-os a restabelecer-se progressivamente e a reinserir-se na sociedade.
- Após as decisões importantes e o impulso positivo que deu o grande encontro em Paris da Cop 21, desejamos que seja possível mais justiça e paz e que, onde quer que estejamos, sejamos construtoras de justiça e de paz, segundo o carisma da nossa Congregação.

Região de Nossa Senhora do Carmo – Madagascar


A Região de Nossa Senhora do Carmo sente-se feliz por partilhar convosco
alguns acontecimentos


Ano da Vida Consagrada:
7 de fevereiro, dia da vida consagrada, foi festejado na Nunciatura com Santa Missa e Conferência sobre o simpósio da vida consagrada em Madagascar.
As dioceses organizaram o seu próprio programa e as irmãs participaram nos encontros inter-congregacionais sobre os diferentes temas e reflexões preparadas pelas dioceses e a Conferência dos Superiores Maiores.

As jovens irmãs presentes no encontro de Roma e Paris, comunicaram-nos o que elas próprias receberam. Tomamos um tempo para as escutar e partilhar juntas.

Visita da nossa Ministra Geral
A 11 de agosto, chegada da Irmã Maria Helena para a visita canónica a cada fraternidade. Seguiu-se a Assembleia Regional, no princípio de setembro. Tivemos a alegria de viver um mês com a nossa Ministra Geral, na Região. Damos graças ao Senhor pela vida e a alegria partilhadas com ela.

Casa regional:
15 de julho: festejamos o aniversário da irmã Bernard Marie. São oitenta anos! Houve uma Eucaristia solene e refeição festiva com alguns convidados.
Neste mesmo mês, a irmã Noeline regressou definitivamente a Madagascar depois de alguns anos de missão em Djibouti. A irmã Samueline regressou de França onde passou sete anos em formação. Agradecemos à Região de França o acolhimento das nossas irmãs jovens.

Ambohimalaza :
Partilhamos as nossas alegrias com os professores e, juntos, organizamos uma peregrinação a S. Tiago Berthieu, primeiro mártir de Madagascar, canonizado.

Bemaneviky :
Começamos o movimento franciscano na nossa paróquia e em todas as aldeias vizinhas: leigos franciscanos, juventude franciscana e florinhas. Há muios jovens interessados.

Ambanja :
A fraternidade deu testemunho da nossa vida religiosa de Franciscanas Missionárias de Nossa Senhora, na rádio local.

Formação:
Acolhemos uma jovem para entrar no postulantado a quatro de outubro de 2015. Atualmente temos sete postulantes e quatro noviças do segundo ano.

 


Missão:
A Região enviou três irmãs em missão :
Em França: irmã DANIVELO Marie Nordette no mês de março de 2015 e irmã Annie Luttichère no mês de setembro de 2015.
Em Irlanda:irmã Anita MARO no mês de novembro de 2015.
 

<< Voltar à lista